sexta-feira, 31 de maio de 2013

É SEMPRE ASSIM: " UM PASSO À FRENTE E DOIS ATRÁS "...



Os dois maiores partidos da Guiné-Bissau
recusaram a proposta do primeiro-ministro para a formação de um novo Governo, que contempla menos de metade do total de ministérios para PAIGC e PRS.

O primeiro-ministro do Governo de transição enviou uma carta ao Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) e ao Partido da Renovação Social (PRS) a pedir-lhes que enviem até às 12:00 de hoje as propostas de nomes a integrarem um novo executivo.

Nas cartas, Rui de Barros pede nomes para quatro ministérios ao PAIGC e para três ministérios ao PRS. Caso o executivo remodelado seja idêntico ao atual, terá 15 ministérios.


Sem comentários:

Publicar um comentário