domingo, 5 de maio de 2013

Nem mais "nha ermon fidju di tchon".
Quem tem o direito de agradecer sou eu.
Sou leitor assedio deste blog.
Que Deus te abençoe no teu brilhante trabalho em prol da nossa Guiné-Bissau(em informar os teus irmãos espalhados pelo o mundo fora).
Uma coisa é certa nha ermon,enquanto os Guineenses não mudarem de mentalidade de que este País é de todos nós,ou seja não há Pepel,não há Balanta,não há Fula,não há Mandiga,não há Manjaco,não há Mancanha,não há Bijago,não há Felupe,etc...
Mas sim estes grupos étnicos acima citados são e pertencem o mesmo país,logo têm os mesmos direitos e deveres no que se refere a nossa pátria sem descriminação.
NÕ KUMPU KI KU NÕ DJUNTA(GUINÉ-BISSAU).

Nha mantenhas
Arnaldo Djú


OBRIGADO IRMÃO ARNALDO, ESAMOS JUNTOS.

Sem comentários:

Publicar um comentário