quarta-feira, 8 de maio de 2013

REFUGIADOS "LIVRES"...

Dois dirigentes políticos guineenses que estavam refugiados na sede da União Europeia em Bissau, há sete meses, deixaram hoje o local. Nestas instalações continua ainda o general Melciades Gomes Fernandes(Manel Mina)

Saíram assim da sede da União Europeia,Tomás Barbosa, secretário de Estado do Ambiente no Governo deposto no golpe de Estado de 12 de Abril de 2012, e Ibraima Sow, antigo ministro da Educação e líder do Partido Popular da Guiné-Bissau.Os três responsáveis guineenses refugiaram-se em Outubro do ano passado, na sequência do ataque ao quartel dos para-comandos, por um grupo de militares. Na versão das autoridades, estas pessoas estariam em conluio com os militares na preparação de um golpe de Estado.

Sem comentários:

Publicar um comentário