sexta-feira, 10 de maio de 2013

OUVIRAM ??? O MUNDO ESTÁ FARTO DE ATURAR BARBARIDADE...



O Embaixador da União Europeia em Bissau, Joaquin Gonzáles Ducay, disse que, nos últimos tempos, a história do país tem sido escrita com
«letras de violência e de desencontros», situação que já levou o povo guineense a um grande sofrimento.
Joaquin Gonzáles Ducay falava durante a cerimónia comemorativa do dia da Europa, assinalado a 9 de Maio, tendo saudado a iniciativa de diálogo entre os partidos guineenses.

«Para que as coisas mudem de vez é fundamental a coragem dos dirigentes, pois a concordância não se constrói escorrendo as linhas de clivagens ou disputas, mas acontece buscando os pontos comuns que vislumbram um futuro melhor», referiu Joaquin Gonzáles Ducay.
Sobre a realização das eleições Gerais, o Embaixador da União Europeia (UE) no país sublinhou que o processo pode decorrer ainda este ano, de onde sairá um Governo legítimo para enfrentar a questão das reformas.
«A UE já tinha manifestado disponibilidade em apoiar estas eleições, assim como outros parceiros já o fizeram», lembrou o representante, acrescentando que a UE vai continuar a desenvolver ações a favor da população.
Joaquin Ducay disse que a sua organização vai, igualmente, continuar empenhada em ajudar a moldar a resposta da comunidade internacional, em função do desenvolvimento que se espera que aconteça e em estrita colaboração com a União Africana (UA), a CEDAO, a CPLP e as Nações Unidas, entre outros parceiros da Guiné-Bissau, tanto bilaterais como multilaterais.

PNN

Sem comentários:

Publicar um comentário